EXPLORANDO PRETALUZ


Comecei ha’ dias a ouvir este album do Waldemar Bastos (2006). Ja’ nao ouvia a sua musica desde que, ha’ cerca de dez anos, o fui ver actuar no Barbican de Londres, onde ele foi fazer o ‘intro’ a um espectaculo da Suzana Baca. Fui com uma amiga americana, branca, grande fa da Baca, que nao o conhecia. Ficamos sentadas na primeira fila (tao perto do palco que ainda apanhamos com uns perdigotos vindos dos lados dele…) e portamo-nos como umas verdadeiras teenagers em frente ao "seu maior idolo" – o que nao era bem o caso, queriamos apenas contribuir para que ele nao passasse perante aquela audiencia, constituida maioritariamente por fans da Baca, como apenas “um ilustre desconhecido”…


[Querida Angola]

Quando terminou a sua prestacao, quais groopies, aproveitamos o intervalo para ir aos bastidores falar com ele. Mandaram-nos esperar. E esperamos… e esperamos… A minha amiga, exasperada, comecou a perguntar “quem e’ que ele pensa que e’?” e eu, encabulada, sem saber o que lhe responder… Ja’ nos iamos embora, porque entretanto a Baca ja’ estava no palco, quando ele apareceu. Trocamos umas breves palavras. Apenas. E fomos ver a Baca – de que muito gostamos.


[Sofrimento]

Conheci o WB nas tertulias artisticas da Luanda dos anos 80, ainda antes de ele ter lancado o seu primeiro disco, o “Estamos Juntos”. Lembro-me de numa delas ele ter-me dito (smile): “se nao fosses uma preta cheia de manias, ate’ podiamos ser amigos”… Bom, anos mais tarde, em Lisboa, fui ve-lo no espectaculo de apresentacao do “Angola Minha Namorada”, do qual o ponto alto foi a sua versao do “Muxima”.


[Muxima]

Apenas recentemente soube que ele nasceu em Mbanza Kongo. Mas nunca soube que a Rainha Ginga (Nzinga Mbandi) “nasceu nas margens do Rio Zaire”…


[Rainha Ginga]

Mas deste album, o hit para mim foi este “Kuribota”. Ha’ pouco tempo, dediquei aqui um poema a uns certos sujeitinhos… mas se na altura ja’ conhecesse esta musica, era o que lhes teria dedicado, porque… ate’ parece ter sido feita expressamente de encomenda para eles…assenta-lhes que nem uma luva! (WB, estas perdoado...)


[Kuribota]

2 comments:

Anonymous 25 June 2009 at 07:39  

Oi! Por qualquer raisao, nao consego abrir a musica. Queria muito ouvir a cancao chamado Muximo. Acho que e o mesmo cancao que o meu pai costumava assistir quando nos estevamos criancas. Ajuda-me por favor!

Oh, gosto muito do vosso blog. Com certeza vou visitar de novo! Tchau!

Koluki 25 June 2009 at 09:39  

Oi "The Quiet One"!
Nao sei qual o problema que esta' a encontrar com a musica, mas sugiro que deixe a pagina abrir (download) completamente, ou seja ate' que possa ver o "done" e depois clique no "play buttom" e a musica comecara' a tocar - as vezes tem que tentar pelo menos duas vezes, mas se esperar um pouco ela comeca a tocar sem problemas. Se continuar a nao conseguir diga-me, OK?

Muito obrigada por se juntar aos amigos do K-Faktor. Fico feliz por conhecer uma Angolana da Diaspora na blogosfera! Tambem ja' visitei o seu "cuttest blog on the block", gostei e voltarei mais vezes.

Tchau!

Post a Comment

Popular Posts